Monday, January 26, 2009

Bastidores de uma exposição – 4º Capitulo “A exposição”

Pastor Australiano na Exposição Canina Internacional do NorteNa viagem com os Pastores Australianos para a Exposição Canina Internacional do Norte

Continuando o tópico de á três semanas Planeamento de uma ida a uma Exposição Canina, seguindo-se a lista de itens necessários levar a uma Exposição Canina e passando aos Ultimos Preparativos, agora passamos ao evento em si.

Como podem imaginar, uma viagem de 7 horas não é facil e quando conduzimos sozinhos mais dificil se torna. Mas ter cães torna tudo mais agradável, pois obriga-nos a parar várias vezes, caminhar com eles, dar-lhes água, ..., de modo a que no fim a viagem pareca mais leve e agradavel.

Bem, como disse no início deste conjunto de artigos, o principal objectivo desta exposição é alcançar o muito desejado C.A.C.-Q.C. que nos dá, conjuntamente com três C.A.C., o muito desejável titulo de Campeão de Portugal (CH PT) e por isso esta é uma exposição importante, pois é uma de três que nos dá essa oportunidade.

Claro que isto significa que toda a gente que deseja o titulo está também nesta exposição para o tentar ganhar, o que torna as coisas mais dificeis.

Pastor Australiano na Exposição Canina Internacional do Norte
Angel, o meu Pastor Australiano na Exposição Canina Internacional do Norte


Para minha grande alegria e orgulho, Angel, o meu Pastor Australiano Red Merle, foi uma das contempladas com este prémio.

E como em todas as ocasiões importantes do género alguns agradecimentos especiais a pessoas especiais se impõe.

Ao Dr. José Carlos do Zoolagos, que tem a enorme paciência para todas as minhas questões e para resolver tudo o que tem aparecido.

A nossa professor de handling, Joana Gonçalves, que tem tido a paciência de continuar a ensinar e de me incentivar a ir a estes eventos.

Ao nosso centro de treino, CIC Lagos, onde a Angel vai gastar a suas enormes energias.

E finalmente ao “lavador” e groomer a quem desta vez pedimos auxilio para limpar a lama e sujidade (que desta vez não era nada pouca) dos meus cães Sr. Carlos Alves da Myfriend Petshop.

E por fim eu pessoalmente agradeço a Deus que me concedeu a honra de partilhar a minha vida com estas pequenas pessoas de 4 patas, que aturam e aguentam tudo da minha parte.




Wednesday, January 21, 2009

Bastidores de uma exposição – 3º Capitulo “Ultimos Preparativos”

Exposição Canina de Lisboa com os Pastores AustralianosExposição Canina de Lisboa com os Pastores Australianos

Continuando o tópico de á duas semanas Planeamento de uma ida a uma Exposição Canina, seguindo-se a lista de itens necessários levar a uma Exposição Canina, agora passamos aos ultimos preparativos antes de entrarmos no carro e irmos.

1º Treino

Pois é como devem imaginar, estas ultimas semanas houve um treino intenso de Handling ou passagem do cão em ringue.

O principal na minha opinião é que eles mantenham a posição de Stand, ou de pé, em ringue enquanto o juiz os avalia e para isso há que treinar e ir habituando os cães a se manterem na posição.

2º Roupa

Como é obvio visto ir apresentar os meus cães tenho sempre cuidado na escolha da roupa. Se necessário há que mandar limpar o fato.

Comecei a optar por levar sempre uma roupa para usar fora do ringue e na viagem.

3º Trelas, coleiras e taças dos cães

Sim sim é obvio ... mas já aconteceu uma ocasião esquecer-me das ditas trelas e fiquei fula comigo mesma.

Portanto colocar na mala de viagem e quanto mais cedo melhor. Levar também sempre uma trela extra para o caso de uma se partir.

4º Sacos cama e mantas

Um dos prazeres de dormir fora de casa é usar os ditos sacos de cama e claro fazer disso uma aventura.

As mantas é para os canideos terem o seu local de descanço ou cobrir as caixas na exposição e evitar barulhos desnecessários.

5º Dinheiro, documentos

Nesta altura é por o dinheiro, documentos do carro, cães, exposição e nossos na mala de viagem.
Não esquecer de verificar se as vacinas estão em dia.

6º Gazóleo

Encher o depósito na véspera evita os tais minutos precisos no inicio da viagem

Ok, prontos agora é meter-me a estrada e arrecadar os prémios.



Saturday, January 17, 2009

Brincando na poça

Para tirar o stress levei os meninos numa volta e encontraram uma poça e este foi o resultado ....


video

Wednesday, January 14, 2009

Bastidores de uma exposição – 2º Capitulo “Lista de compras”

Pastor Australiano na Exposição Canina LisboaPastor Australiano na Exposição Canina LisboaContinuando o tópico da semana passada com o Planeamento de uma ida a uma Exposição Canina, agora passamos a lista dos itens necessários a comprar para uma viagem deste género.

1º Limpeza dos cães

Bem, na minha opinião isto é a base da apresentação de qualquer cão, o banho e limpeza.

Uma vez que esta é uma viagem longa e trabalharei a tempo inteiro, desta vez decidi pedir ajuda profissional para a limpeza e banhos dos meus cães.

Mas normalmente isto significa comprar champô, condicionador e amaciador. E preparar-me para passar 3 a 4 h de volta de cada cão.

Em qualquer dos casos levo sempre toalhetes de limpeza (os mesmos que usamos para os bébés) e condicionador próprio para dar brilho ao pêlo antes da entrada do ringue.

Escovas, pentes e tesouras são obrigatórios de levar.

Lista: champo, amaciador, condicionador, toalhetes, escovas, pentes e tesouras

2º Segurança na viagem

Levo sempre um kit de primeiros socorros (aprendi com uma amiga e amante de cães), porque com cães nunca se sabe e já não é a primeira que um pisa o que não deve e acaba magoado.

Portanto antes de ir verifico sempre se o meu kit está completo com os itens necessário para pessoas e cães.

Lista: ligaduras, betadine, gaze, desinfectante, anti-inflamatório, pensos, aspirina, algodão, alcool

3º Comida, Água e Bebidas


Ok, podem pensar, compra-se ou é claro que é obvio que tem de se levar comida.

Mas para mim que é sempre algo a planear, porque não podemos levar todo o tipo de comida pois tem de adaptar a comer numa exposição ou em viagem, temos de sempre levar imensa água e alguns sumos pois um dia de exposição significa muitas vezes longas horas em pé.

Também penso que a comida num recinto de exposição é cara, e não é segura 100 % e ficar doente não está nos meus planos.
Também se passamos uma noite fora temos de levar a comida para os cães e claro que isso é obrigatório.

Como também me preocupo com as longas horas de viagem e o tempo que temos de ficar no recinto, levo sempre biscoitos e recompensas para manter os cães contentes e interessados.

Lista: sanduiches, sumos, água, comida para cães, bolachas, fruta, biscoitos, café, recompensas,…

Ok esta é a minha lista de itens a comprar e a levar para a viagem



Tuesday, January 06, 2009

Bastidores de uma exposição – 1º Capitulo “Planeamento”

Pastores Australianos na Exposição CaninaPastores Australianos na Exposição Canina

Desta vez decidi fazer um report exaustivo do tempo, dinheiro e esforço que leva o planear e então ir a uma Exposição Canina. Espero que no fim o leitor consiga entender e apreciar o esforço de quem tem gosto e procura trabalhar e expor os seus cães.

Vamos então começar pelo inicio:

1º Escolher ir ou não a uma exposição

Bem, esta exposição é a 1º de 3 exposições anuais, onde um cão poderá conseguir o titulo de Campeão ou se preferir o CAC-QC. Por isso é natural que se faça um esforço extra ou então perderá a sua oportunidade.
Não vos vou maçar dizendo que para ir a esta exposição não gastei nisto ou naquilo e que juntei dinheiro daqui e de acolá. Mas apenas direi que depois de muito pensar e analisar tomei a decisão de ir.

2º Planear o tempo e custo

O passo seguinte é tirar uma ideia do tempo e dinheiro necessário para ir a uma exposição.
Neste caso como estou no Algarve e tenho de ir ao Porto, será por volta de uma viagem de 7h condução com 3 paragens de 20-30 min para esticar pernas de pessoas e canideos, distancia 562 km

A portagem será por volta de 37.55 EUR e combustível 51.69 EUR

Como tenho de ir e voltar puz 200 EUR – 14h condução só para esta viagem

3º Primeiro preparativo - CARRO

Como é uma longa distância decidi fazer uma revisão completa ao meu carro para não ter nenhuma supresa (imaginem ficar na estrada com 3 cães no carro). Este custo rodou os 165 €

4º Agora há que pagar a exposição e mandar as inscrições

1 hora nos correios 65 €

5º Encontrar um lugar para dormir

Uma vez que não sou maluca, fazer uma viagem de 14 h sem descanço está fora de questão. Então pedi a uma amiga para passar lá a noite e ela generosamente aceitou, o que me tirou essa preocupação e despesa de cima e é um grande alivio.

Ok, estes são os passos iniciais e está tudo encaminhado !