Tuesday, July 04, 2006

Histórias




















Receita contra aborrecimento

1 Pom-Pom maluco da raça Pastor Australiano - 5, 200 kg
1 Golden fêmea com 8 meses - 20,400 kg
1 Golden Macho com 10 meses- 30,400 kg

Feche tudo.Deite-se cedo, de preferência por volta das 21:30 h, apanhe chinelos roubados, cortinas puxadas, repreenda Goldens atacados por pom-pom maluco, vá buscar piacaba WC, toalhas roubadas, ... Desligue a televisão as 22:30h e suspire de alivio ao verificar que uma hora depois o pom-pom maluco adormeceu
Por volta das 6h vai verificar que o pom-pom maluco acha que isto de dormir muito só faz mal, portanto prepare-se para mesas de cabeceira onde tudo é roubado, candeeiros que fios são puxados, n pulos no chão ao lado da sua cabeceira, piacaba WC novamente roubado, toalhas roubadas e por fim Goldens que se juntam à festa pois já não aguentam pom-pom maluco.

Não se esqueça de acompanhar com um pequeno almoço onde não falta um café com leite, uns Golden com pom-pom maluco agarrados à cauda e alguns golpes de karaté onde se vê um pom-pom maluco tentar virar uns Golden que com a sua infinita paciência o viram de cangalhas e deitam-se em cima do dito, saindo um CAIM

Depois disto, tenho um excelente dia !



Pois é, após uma semana o que descobri …

Um pom-pom maluco que tem uma esperteza de raposa … Na sua educação aprendeu que isto de ser posto de castigo tem sempre volta a dar e então descobriu que trepando a parede, espalmado entre casota e a dita, consegue subir para cima da casota, onde aos pulos consegue chegar a janela aberta da cozinha. Aí faz um salto para a bancada, desta para a mesa e de seguida para o chão … e voilá … é como se dá a volta ao castigo.

Mas não se assustem que este também já aprendeu que a dona tem assim um feitio pouco recomendável e então … espera que a dona esteja bem instalada na cama e já meio entre o sono e a perguiça, trepa por cima da divisória entre corredor e quarto, vai de mancinho vasculhar wc e quarto, roba tudo o que lhe parece que não está bem arrumado e deita num cantinho do quarto com os seus brinquedos.

Diga-se de passagem que os Golden acham estas manobras injustas, pois 1º respeitam as divisórias e não entram nos aposentos da dona e segunda acham incompreensivel como é que este ratinho consegue espalmar-se e passar pelo buraco mais pequeno que encontra.

De manhã … por volta das 6h, continua a achar que isto de acordar cedo é que é para começar bem o dia, então desce de mancinho as escadas e … preparado …. Pumba para cima dos Goldens num golpe Xpto de karaté onde as orelhas e beicos são mordidos, puxados e virados.
10 min depois ouvimos uns Golden desesperados a chorar baixinho e apelando ao alto tribunal da dona "Salvem-nos deste terrorista ". Claro que a dona depois de apreciar 15 min de lutas e rosnadelas de pom-pom maluco desce estrumunhada as escadas para ir salva-los …
E é um começo de um novo dia …























Novo rei

Pois é, agora existe um novo rei lá em casa, que faz frente até ao mano de 30,400 kg !

Mas existe alguma semelhança entre os manos Golden e as vacas que o Pastor Australiano costuma pastar nas vastas planicies Australianas e Americanas, pois agora, quando verifica o pastor (e por pastor entende-se eu) está repreender as minhas máquinas roidoras (Goldens), este acompanha a festa pondo-se a correr à volta das "vacas" e a ladrar em repreensão … realmente injusto !

Encontro nisto tudo uma leve sensação de justiça, visto que finalmente chego a casa, encontro a dita sem roidelas e intocada. Abro a porta do quintal e entram disparados 2 Goldens e um pom-pom a ladrar. Enquanto arrumo os brinquedos e limpo o quintal noto uma expressão de cansaço e alivio na cara dos Golden por verem a dona em casa. Depois começo nos meus afazeres na cozinha e deitam-se os 3 a dormir profundamente … porque será ?

As noites também se revelam mais repousantes, finalmente consegui que o pom-pom maluco entendesse que a noite a dona precisa de DORMIR, e ele lá se escapa pelo buraquinho da divisória, deita-se ao lado da minha cabeceira e dorme. Claro que as 6 da manhã, continua a ser a hora H para o pom-pom maluco e lá se ouvem as rosnadelas, os cains e o ladrar do pom-pom maluco … até os choros dos Golden a chamar por reforços.

Prontos, lá desço eu as escadas, aos tropeções, estrumunhada …

Enquanto tomo o meu reforço de café ( sim porque esta hora é realmente indecente ) e pão, vejo um pom-pom maluco a atacar caudas, orelhas, beicos e a saltar para cima de uns manos muito mas muito pacientes. Tem a energia no máximo !




















A porquinha

A porquinha é uma herança familiar, isto é, a maneira de nós pobretanas criar-mos um brinquedo para os nossos companheiros de 4 patas. Ora a porquinha é criada colocando uma meia enrolada dentro de outra, onde se dá um nó, ficando o género de uma bola no pé da meia, sendo a perna para nós puxar-mos.

Nesta coisa dos treinos, que agora resolvi frequentar, o prof disse que devia-mos estimular os cachorros para a brincadeira de tração com um pano. Por tração, entende-se o cão puxar de um lado, nós do outro, onde vamos recoando e fazendo sons como "grrrrrr...", " olha que vai fugir", "força", "ai ai ai", ... Estão a vêr a cena !

Isto tudo para estando os cães estimulados aos brinquedos, estes sirvam como recompensa dos exercicios. Como tal, temos de os ter guardados, só os entregando de vez em quando, por forma a que eles não se aborrecam.

He ! He ! He ! Quem fez esta regra não está bem a vêr o que é um pom-pom Pastor Australiano ...

Pois é, reservei lá a parte de cima da casa, onde este é o unico que artisticamente enfia-se no buraco e consegue chegar, para as brincadeiras com a porquinha. Então, este fulano, cada vez que me vê ir para cima, segue-me, começa a saltar, e a fintar, a resmungar, a puxar as meias dos meus pés, a roubar tudo o que vagamente se pareça com uma porquinha, até que eu em desespero lá vou buscar a dita e começa nos "grrrrrr...", " olha que vai fugir", "força", "ai ai ai", ...

Não sei se estão vêr, mas isto está a acontecer várias vezes ao dia !!!!

Já cheguei ao ponto de perguntar ao prof, o que fazer ? Ao que ele riu-se e disse-me, bem é um Aussie e tem de estar preparada !!!!

















Frisbee

Nesta minha aventura pelos Australian Shepherd, descobri uns sites muito interessantes de criação desta raça.
De algumas das actividades descritas como boas para práticar com um Aussie, lá estava o velho Frisbee (disco).


Neste ponto fiquei a pensar, mas porque raio nunca experimentei amandar um frisbee ? Isto até é porreiro e bem engraçado
Ok ! Do pensamento, passei a acção e lá fui ao hipermercado, artigos de praia, e comprei um frisbee a 1 €. Porreiro !!

Passo seguinte, arranjar um descampado e experimentar o frisbee com os miudos, nomeadamente, Teco, Brad e Bri.

Lá fui eu, para o descampado e lancei o dito … e voou … voou … por cima das cabeças dos miudos, que não ligaram peva. E agora ? Problema meu ? Problema canino ? Problema do disco ? Porra, isto até parece fácil nos filmes

Bem, como não sou de desistir, lá me derigi à velha Internet e toca de procurar frisbee em Portugal … Nada ! Que raios, mas a malta aqui não joga frisbee com os cães ? Claro que não !!!! Bem, pesquisa nos velhos EUA, e claro existe concursos, sites, prémios, técnicas, … e finalmente um link para se ensinar os cães a jogar frisbee EEEEEEEEEEEEEEEeeeee….

Mas porque é que os tugas não jogam frisbee com os cães ??? Isto até me deu volta ao estômago




Adiante: existe 3 passos para ensinar os nossos cachorros a jogar ao disco :




  1. 1º passo, ensinar o Apanha (pelo menos é a ordem que escolhi), que consiste em mandar um objecto, pode ser a velha bola, e dar a ordem até que eles aprendem a ir à ordem


  2. 2º passo, ensinar o Trás, hi hi hi, esta é mais complicada e quem tem cães sabe que normalmente estes não estão numa de trazer. O meu concelho é pura e simplesmente tentar convencê-los a trazer, se o fizerem, um montão de festas e talvez uma recompensa (não se esqueçam do Larga), se não o fizerem a brincadeira pára.


  3. 3º passo, ensinar o Catch, esta consiste em mandar literamente comida ou petiscos para eles apanharem. Isto serve para eles aprenderem a coordenar olhos e boca


Depois das 3 aprendidas, podemos começar o jogo com a bola e depois passamos ao frisbee




Vai um jogo de frisbee ?




Eu cá já comecei a atirar a bola e dizer as ordens do Apanha, quando amando a bola, Trás, para trazerem e o Larga para largarem (esta funciona bem nas primeiras vezes em troca dum petisco), que os meus já sabiam pois desde pequenos quando apanham o que não devem levam o Larga.
O Catch, sempre que à oportunidade, hoje de manhã foi com um bocado de ração, lá estou a mandar aos três.




Devo dizer que a apanhar a bola no ar, já a Bri e o Teco atiram umas boas jogadas.



http://www.dallasdogndisc.com/training/how_to_play_frisbee.asp





Diário de uma exposição




O meu pom-pom maluco acha que a dona pirou de vez !!!
Então vamos lá vêr, resolve levantar as 3 da manhã, acorda a malta de 4 patas, que diga-se de passagem ninguém se mexeu. Depois lá andou a carregar o carro, limpar quintais, repreender Roxy que resolveu por-se a ladrar a esta hora, e no fim carregou um pom-pom muito sonolento e com pouca vontade no carro, deixando os manos em casa.
E lá fomos nós …
Chegamos por volta das 8:30 h a Aveiro, frente ao pavilhão de exposições e depois de 2 voltas enormes a umas rotundas enormes que deram uma volta enorme ao estômago do pom-pom que vomitou.
Depois de limpeza com toalhetes lá entramos nós e a primeira coizita … xixi …
Agora começa a confusão … ladrar … vozes … cheiros altos e intensos. Depois a espera …
Tic-tac-tic-tac…
Ok, lá vamos jogar umas bolas com o pom-pom !
Tic-tac-tic-tac…
Ok, vamos lá for a lanchar e mais uma voltinha com o pom-pom !
Tic-tac-tic-tac…
Ok, treino de passerele em ringue, onde a dona não tem jeito e o pom-pom mexe e remexe para tirar aquela trela apertada à volta do pescoço.
Tic-tac-tic-tac…
Mais uma volta para vêr cães …
Tic-tac-tic-tac…
Ena começou o ringue para os Collies ! Giro !
Tic-tac-tic-tac…
Hora do pom-pom ser escovado, tesourado e penteado, sempre distraido com petiscos e bola.
Tic-tac-tic-tac…
Lá vamos nós ! E aqui a dona, já começou a ter dôres nos pés (pois, má escolha de sapatos), mas lá passamos. O juiz com um grande sorriso (isto é bom ou estamos a fazer uma linda figura). Lá distraio o pom-pom com a bolinha. O juiz deu um excelente, prémio de melhor da raça ao pom-pom e disse que era um lindo menino, mas que ambos precisavamos de treino. Bem, qual a novidade …
Agora toca a esperar pela nossa vez à tarde depois de almoço.
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Mais uma volta para xi-xi, e jogo de bola ! Ena, desta vez vieram as duas meninas Flat fazer companhia ao pom-pom e que ele prontamente identificou como vacas para seguir, ladrar e pastorear.
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Agora são as vaquinhas e a princesa Elsa a irem ao ringue.
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Vamos à caça amostras de ração e o pom-pom é alvo de muita ademiração, festas e perguntas.
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Almoço ! Sentamos num banco, onde o pom-pom faz a defesa do território banco ! Ninguém se atreve a fazer frente ao pom-pom !
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Mais uma voltinha para xi-xi !
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Demonstrações de cães guarda, defesa, agility, bombeiros …
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac… já não posso com estes pés
Vamos novamente à caça amostras de ração !
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Começam os grupos e finalmente somos nós, mas uma amiga resolve passar o pom-pom no ringue (humm, será que tem mais sucesso ?), que não colabora muito, pois não acha piada de não ser a dona.
Ena, mesmo assim o simpático juiz (sim, é o mesmo) deu o 2º lugar EEEEeeeeee ….
Agora esperamos pelos nossos amigos passarem !
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
O Teco foi para uma caixa e toca de dormir a sesta … está mesmo uma fofura !
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…estou no limite dos pés …
Mais uma volta para xi-xi !
Passam as meninas dos nossos amigos !
Agora tudo para o jogo do frisbee ! O pom-pom achou mais piada perseguir as vaquinhas Flat do que apanhar frisbee, isto é que me saiu um grande jogador de frisbee !!!!
Tic-tac-tic-tac… doi-me os pés … Tic-tac-tic-tac…
Lá vai a bébé Golden passar e ganhou o 1º prémio ! Ena !
Agora só falta carregar tudo nos carros e lá vamos para casa ! Ás escondidas fui comprar um brinquedo para o pom-pom !
Chegamos a casa, solto o pom-pom com o brinquedo no meio dos manos e que alegria …. Apesar do cansaço e estafa, o pom-pom ainda tem enegia para andar a fugir com o brinquedo, fintar, saltar para cima dos manos e fazer uns grrrr






 


 


 


 


 


 




O Pom-Pom Maluco e o Jacaré Palhaço


Entramos num novo capitulo na história do meu pom-pom maluco ... A introdução de um Jacaré Palhaço na nossa familia !

E como é que isto aconteceu ? Bem, aqui a pastora tem estado tão orgulhosa, satisfeita e feliz com o seu pastorzinho, que começou a pensar que gostava de ter mais um pastor na familia. Isto, é claro, também com intenção de trabalho e exposições.

Portanto organizou-se uma reunião familiar onde se discutiu a ideia da introdução de mais um elemento à já numerosa familia. Claro que isto significaria sacrificios adicionais por parte de todos, partilhar o espaço com mais um, paciência para com um novo bébé e apertar o cinto perante despesas adicionais.
Depois de alguma discussão familiar, foi aprovado por maioria esta adição !

Chegou o grande dia e lá fomos vêr o novo membro da familia. Até aqui tudo bem, pessoas entusiasmadas, cães malucos e emoções elevadas.

Encontramos com o novo membro e foi brincadeira entre este, o pom-pom maluco e o meu mini-ajudante. Quando as minhas vaquinhas (entende-se o Brad e a Bri) a viram também se mostraram duplamente entusiasmados. Até aqui tudo bem !

Chegados a casa ... A confusão instalou-se ! Pois é, o novo membro saltava em cima de tudo e de todos (Palhaço), puxava as calças do meu mini-ajudante, mordia tudo o que era mordivel (daí nome Jacaré) e ainda por cima tem uma personalidade bastante forte.
Primeira noite, a pastora não dormiu ... Chegou ao ponto de no dia seguinte no emprego, adormeçer literalmente a secretária e portanto ter de ir mais cedo para casa (Ok ! Admito que também estava preocupada com o Jacaré).

O pom-pom maluco está com uma enorme crise de identidade, pois deixou de ser o bébé lá de casa e passou a ser um mano mais velho. Parou de brincar e cada vez que a pastora se mexe vem logo pedir atençao ... Pobre pom-pom, quase que com isto tudo deixou de ser o meu maluco ...

Uns dias depois, o meu pom-pom, já dou uns toques com o Jacaré, que diga-se de passagem, não fecha a bocarra e já acabei por arranjar uma "chucha" (osso prensado) para cada vez que pensa em morder o que não deve o pormos na boca (claro que não é tão interessante).

O que me vale é os meus maravilhosos e fantásticos Goldens (para os leigos, as vaquinhas) que continuam na sua infinita paciência a aguentarem as menos frequentes brincadeiras do pom-pom e a aguentarem as assolações terriveis de um Jacaré Palhaço que os morde e salta para cima deles.



 


 


 


 


 



O Pom-Pom Maluco Adolescente


E cá estou a relatar a feliz, ou infeliz, ocasião em que o meu pom-pom chegou ao periodo de adolescencia ...

Deixei de ser a pastorzinha dos seus olhos e agora passei a ser a severa guarda das meninas lá de casa.

Que fazer ... Sinto-me infeliz !

Agora tenho um pom-pom à procura de 1001 maneiras de se escapar de entre grades e vedações para chegar as meninas que insensatamente chegaram ao periodo de cio. Algumas aliam-se na minha luta contra a imoralidade, outras abrem-se na procura de satisfazerem o apelo da natureza.

Ele lá olhar para mim, olha, mas só para vêr se me distraio por uns momentos. Nessa distração desaparece do sitio onde simuladamente se sentou a meu mando e lá vai em perseguição da próxima vitima.

Agora as minhas noites são passadas entre choros, cães irrequietos, raspagens nas portas e uma sensura por todos lá de casa. Os meus dias são de vigilância, berros e de construção ou reparação de vedações

Neste momento não me sinto companheira ou mesmo lider, mas como uma ditadora dura e cruel da minha casa.


 


 


 


 


 


 


 



História de um Pastoreio



Pois é a pastora e os pastorzinhos resolveram ir pastorear !!!! Hi ! Hi !!! Com ovelhas ... !!!! FIXOLAS !

Mas prontos isto foi uma acção organizada pelo nosso abençoado Clube Português de Canicultura e, eu uma pastora que nunca teve na presença de uns seres chamados ovelhas, resolvi armar cães e bagagens e lá ir pastorear ...

Portanto eu, mais 2 ajudantes e 2 pastores canideos fizemo-nos à estrada e depois de umas indecisões pelo caminho a tomar chegamos supreendentemente sem nos enganar-mos e lá vimos as nossas vitimas ... as ditas ovelhas.

O nosso Mestre lá derigiu o grupo para um cercado com as vitimas encurraladas e depois de umas explicações sobre apresentações lá foi chamando um a um.

Quando chegou a vez do Teco, este que nunca tinha visto estes seres lãnzudos, olhou-os fixamente, depois para a pastora e começou a redopiar o cercado. Após alguns rodopios, o Mestre o introduziu dentro do dito ... e eis que o pastor se tranformou em lobo e vum direito ao borrego (acrescento que os levei sem pequeno almoço. Os borregos desgraçados viram a morte nos olhos do pastor e viraram borregos saltitões, galgando a cerca ...

Prontos, fim da apesentação do Pom-Pom maluco ...

Após uma breve conversa lá convenci o pastorzinho a trocar o borrego por uns petiscos ao almoço e voltamos ao cercado ... agora, o Mestre, munido com um pau portegeu as ovelhas do lobo que a pouco e pouco começou a vêr que a conversa era outra ... o longinquo apelo dos antepassados pastores ...

Bem, após apreentações foi intervalo para o almoço e ditos petiscos.

Á tarde o Mestre levou-nos por um sinuoso ribeiro escorregadio lamacento (onde temi pela minha e a dos meus ajudantes integridade fisica), a uma pastagem superior onde libertamos as ovelhas. Aqui a intenção era testar o agrupamento das ovelhas pelos pastores canideos.
O Pom-Pom maluco achou piada ao estar com as lãzudas fora do curral, mas esta mania do Mestre lhe acenar com o pau não teve ponta de piada e após algumas duvidas o pom-pom achou que devia desistir e aí lá entrei eu em cena chamando-o para o conversar a vir tentar mais um pouco.

Pois é esta do pau pareceu-me fruto da repreensão do pom-pom mijão junior com a esfregona ... será !?! Bolas !!!

No dia seguinte surgiu nova opurtunidade de testar o pastoreio do Pom-Pom em campo aberto e desta vez a pastora correu e tentou (epá nunca vi ovelhas ... OK !!!!) derigir o pastor com gestos, Não e Muito Bem ... acho que o Mestre ficou com vontade de me mandar a uma parte incerta ... mas prontos ... era a reputação de pastor em jogo ...

Bem, concluindo, ele gostou das ditas ovelhas, de ficar um pom-pom totalmente enlameado e pareceu-me vêr o brilho de aprovação dos seus génes antepassados ... portanto iremos prosseguir nesta busca pelo passado ...























Algarve



Pois é, aqui a família Calado arrumou malas e bagagens e lá foi para o Algarve !!!

Mas atenção que não só implicou andar 2 semanas a encaixotar tudo, como um cuidadoso planeamento do novo canino-espaço e do respectivo transporte.

Aqui a dona pensa em tudo … bem, pelo menos era o que ela pensava …

Ora, a viagem até correu bem e o espaço, bem não era o ideal, mas o possível dadas as circunstâncias, mas eis que … tendo os nossos pastores encontrado novo espaço, não quiseram deixar a ocasião passar sem a sua marca.

Portanto após redecorarem o quintal de castanho com toda a terra que encontraram (sim, estava vedada com rede … não sou iniciada Ok !!!), resolveram enfim, fazer algo de trampolim (não assisti, pois encontrava a trabalhar e só posso imaginar) puxando todas peças de roupa estendidas numa corda altíssima (pelo, menos assim me parecia), depois puxaram a mangueira e abriram a torneira (uma tentativa de limpeza ? ) e por fim roeram pás e vassouras (mais uma tentativa de limpeza certamente).

Nisto tudo só me senti bem vinda no Algarve … e bastante … enfim aborrecida por tão pouco que fazer após estas decorações …

Mas claro após uma semana esgotante de tapar buracos, limpar quintal, arrumar novo estendal, arranjar esconderijos para pás e vassouras, gritar feita doida (não resisti a uns berros, sou apenas humana …), resolvi ir dar umas voltas com os pastores lá pelas terras Algarvias

Haaa … que espaço … que sol … que falta de trânsito … que trabalheira …




 


 


 


 


 




Handling dos Pastores


Os meus pequenos pastores e a dona entraram numa nova fase ... o handling !

O que é o handling ... bem, o handler tem por função ensinar ou mesmo levar ele próprio os cães a serem expostos ou passados no ringue.

Dito assim parece fácil, mas acreditem não é ! Principalmente quando temos de têr cães energéticos quietos vários minutos numa determinada posição ou temos de tê-los a andar de uma determinada maneira.

Eu já tinha tentado sozinha por várias vezes e infelizmente com muito pouco sucesso ...

Foi preciso vir para terras algarvias para encontrar alguém que nos ensinasse e tivesse a dedicação de estudar o grooming dos pastores.

Será assim tão difiicil o grooming perguntam voçês ? bem, sim, quando temos cães a pular, saltar, brincar, rebolar e sei lá mais o quê em cima da mesa.
O pom-pom maluco até fingiu adormecer em cima da mesa para nos convencer que já chegava ... claro que posto no chão lá andou ele a brincar, pular, provocar e chegou mesmo a sentar-se numa cadeira a vêr o grooming da outra pastora.
Claro que a pastora foi mais do género de querer fugir, dar voltas na mesa, pular, .... até que a dona a colocou de barriga para cima e meio em cima dela a segurou para ser "groomada".

Tudo na véspera até 2 da manhã ! Agora não digam que é fácil ir a exposições !!!!!! POIS NÃO É !!!!!!

No dia da exposição lá tivemos de nos levantar as 4 da manhã para nos pormos em viagem. Lá chegados, após cerca de 4 horas de viagem e muitos suspiros de que eral "longe", montamos estaminé e a handler munida da pastora e eu munida do pastor, lá os passamos. TARAM ! melhor cachorro para a belezura vermelha passada pela handler e 1º Exec para o pastor passado pela dona

Diga-se de passagem que aqui a dona orgulhosa não podia estar mais contente, pois já há algum tempo que ela lá bem tentava que o pastor fosse apurado, mas sem grande sucesso ...

O truque ? bem, aprender, estudar, treinar e ter alguém que nos ajude a escolher o melhor para os preparar e os fazer brilhar.

Pela paciência e dedicação a nos aturar, fica aqui um muito obrigado a handler, dos pastores e pastora !





 


 


 


 


 



Caminhada



Como surgiu o prazer de caminhar ... ora bem, se tivermos dois Pastores Australianos que escavam buracos no quintal, abrem a casa do gás, a casa da água, a casa das arrumações, comem mangas, apanham lagartichas e outros bicharocos, roem mangeiras, abrem torneiras, destroem tapetes, .... e bem, acho que já chega ...

Começa-se a ler e a procurar o porquê deste comportamento e tudo o que é literatura sobre psicologia canina.

Ora segundo uma dessas literaturas, um dos motivos que pode causar comportamentos "destruitivos" é a falta de exercicio fisico. Portanto como dona assumida e acima de tudo não desistente, retirei 1 hora do meu descanço nocturno e passei a ter uma hora de exercicio fisico matinal.

Ora bem, então, é assim, levanto-me as 6:30 h, visto umas calças de caminhada, calço umas botas de caminhada, (ok ok piroso, mas sou uma mulher e estava em promoção) e durante este tempo todo já tenho os 2 Golden Retriever e os Pastores Australianos, fuim fuim rrrrr fuim fuim caim caim e a saltar e a .... Segundo o autor do tal artigo temos de esperar que os miudos se acalmem .... pois ... eles acalmam-se a olhar para mim do género "então mas esta não se despacha" ....
Ok, depois de sentados e a olhar para mim, retiro as trelas e coleiras da caixa e adivinhem fuim fuim rrrrr fuim fuim caim caim e a saltar e a .... bem, lá volto a olhar para eles, a mandá-los sentar e esperar que se acalmem, depois lá vou colocar as trelas e ... pois ... fuim fuim rrrrr fuim fuim caim caim e a saltar ... nesta altura desisto e coloco o raio das trelas mesmo na excitação (pelo menos acalmaram duas vezes).
Agora a saída, pois é, esta já domino e com muito orgulho já anuncio que eles esperam que eu saia primeiro pela porta para depois sairem.
Prontos, depois da saída desembaraço as trelas e lá começamos a trotar pelas ruas ... que cena ... que espetáculo .... uma maluca com 4 cães bem comportados pela trela ... bem, pelo menos até à data .... YES !




 




5 comments:

Anonymous said...

Olá Helena :- )))
Sou a Margarida a dona da dogue alemã que passeava em Barão juntamente com 3 Labradoras ao final da tarde.
Estive a ver o seu blog e está muito engraçado. Tem bastante jeito para descrever as aventuras com os seus cães.
Boa sorte com a criação dos pastores australianos e com o curso de treino e salvamento.
Já tenho os contactos da Joana e já os dei à dona das Labradoras pois penso que ela será a mais interessada em fazer o curso. No meu caso é mais complicado porque resido em Almada.

Cumprimentos

Margarida Encarnação

margarida.encarnacao@gmail.com

Mary Stuart said...

Excellent website and blog !

Love the stories and congratulation for the effort.

Anonymous said...

Olá Helena.
Gostei imenso da tua nova história.
Embora longe (600Km) continuo a seguir as tuas aventuras.
Tudo de bom para ti e para os teus meninos.

Rita

PS-Os teus cães estão lindos!

Anonymous said...

hi, new to the site, thanks.

João said...

Olá Helena.
Muito parabéns pelas suas historias e pelos seus meninos lindos.
Encontrei o seu blog enquanto procurava informação sobre os pastores Australianos. E aqui encontrei tudo e mais alguma coisa :)
Mais uma vez os meus parabéns